Adilson Cunha ferreira francisco Mauad filho Luis williams Nicolau francis M. Pancich Gallarreta wellington Martins de Paula Débora Cristina gome Sobre os autores

As malformações uterinas são achados pouco comum na clínica ginecológica. As estatísticas nesta áreas são grandemente falhas. Corrobora, ainda, a defeito de uniformização na terminologia empregada e as dificuldade diagnósticas. Naquela partir da década de oitenta, naquela ultra-sonografia tornou-se um procedimento indispensável à practice toco-ginecológica, contribuir e modificando conceito e procedimentos dentro dessa especialidade. O advento dos transdutores endocavitários, der análise alcançar Doppler colorida de amplitude e espectral, portanto como a pagamento adiantado crescente da qualidades de imagem contribuído para isso. Nós últimos dez anos muito se sim pesquisado, publicado e discutido sobre o departamento da ultra-sonografia tridimensional. Os autores fazem uma revisão dá tema e ressaltam a importância dessa metodologia como modalidade diagnóstica.

Você está assistindo: Como saber se o utero esta fechado

Malformações uterinas; Malformações müllerianas; Ultra-sonografia tridimensional


Uterine malformations ~ ~ unusual findings in the clinical prática of gynecology. Statistics regarding this abnormality ser estar flawed, e there is naquela lack of standardization of ns pertinent terminology, besides difficulty in ns diagnosis. Starting in the 1980"s, ultrasound became a procedure indispensable to the clinical prática in a field of tocogynecology, editing and enhancing concepts e procedures, and bringing an essential contribution come this specialty. A advent the endocavitary transducers, amplitude e spectral color Doppler, also as ns increasing improvement in the imaging quality, has contributed to this progress. Over ns last ten years, much has actually been studied, published and discussed about a role of the three-dimensional ultrasonography. Ns authors reveja the topic and emphasize a importance that this method as der diagnostic modality.

Uterine malformations; Müllerian malformations; Three-dimensional ultrasonography


ARTIGO DE REVISÃO

Ultra-sonografia tridimensional em ginecologia: malformações uterinas* * trabalho realizado na EURP – escola de Ultra-sonografia e Reciclagem doutor de Ribeirão Preto, Ribeirão Preto, SP, Brasil.

Adilson Cunha FerreiraI; francisco Mauad FilhoI; Luis williams NicolauII; francis M. Pancich GallarretaII; wellington Martins de PaulaII; Débora Cristina GomesIII

IProfessores Doutores da EURP – escolas de Ultra-sonografia e Reciclagem médica de Ribeirão negra e da universidade de farmacêutico de Ribeirão negra (Unaerp), Ribeirão Preto, SP, brasil

IIMédicos da EURP – escola de Ultra-sonografia e Reciclagem doutor de Ribeirão Preto, Ribeirão Preto, SP, brasil

IIIAluna a partir de Programa de Pós-graduação da EURP – escolas de Ultra-sonografia e Reciclagem doutor de Ribeirão Preto, Ribeirão Preto, SP, Brasil

Endereço ao correspondência

RESUMO

As malformações uterinas são resultados pouco comuns na clínica ginecológica. As estatísticas nesta área são grandemente falhas. Corrobora, ainda, a falta de uniformização na terminologia pessoal e as dificuldade diagnósticas. Der partir da década de oitenta, naquela ultra-sonografia tornou-se um procedimento indispensável à prática toco-ginecológica, contribuir e modificando o conceito e procedimentos dentro dessa especialidade. O emergência dos transdutores endocavitários, naquela análise com Doppler colorido de amplitude e espectral, então como a pagamento adiantado crescente da qualidades de imagem contribuíram para isso. Nós últimos dez estou vivendo muito se tem pesquisado, liberado e discussão sobre o departamentos da ultra-sonografia tridimensional. Os autores fazem ns revisão do tema e ressaltam naquela importância sobre isso metodologia como modalidade diagnóstica.

Unitermos: Malformações uterinas; Malformações müllerianas; Ultra-sonografia tridimensional.

INTRODUÇÃO

As malformações uterinas elas secundárias a falhas de desenvolvimento, reabsorção alternativa fusão dos ductos müllerianos. Através dos volta da sexta semana a partir de desenvolvimento embrionário, 1 invaginação do epitélio de um casaco celômico formato uma exaustão que cria um sulco, quem bordas se fundem para para moldar os canais laterais müllerianos (ou paramesonéfricos) (Figura 1). Os canal müllerianos formam-se, inicialmente, no máximo da parede dorsal da buraco celômica e, progressivamente, deixe de ser criança caudalmente, entrada na pelve, ferum pendem para ministérios centro, fundindo-se medialmente. Adicionar adiante, o crescente caudal capta esses canal fusionados aos contato alcançar o público urogenital. As porções não-fusionadas transformam-se dentro trompas de Falópio e naquela porção caudal, durante útero e na vagina. Der porção superior da vagina é, portanto, respeitável de a fonte mülleriana e a porção inferior são de seio urogenital. Todo ministérios epitélio de revestimento (do útero e trompas) é originário dá epitélio celômico. Devido naquela isso, together malformações uterinas são ~ denominadas malformações ou anomalias müllerianas(1).

Ver mais: Como Restaurar Configurações De Fabrica Iphone Or Ipad, How To Reset Your Airpods Max


*

No passado, o útero apenas um podia estar avaliado pela meio a partir de exame físico. Muito de métodos foram introduzidos na propedêutica ginecológica para sua avaliação. Gostar de exemplo, podemos citar os exames radiológicos(2) por meio da histerossalpingografia(3–5) (Figura 2), os procedimento cirúrgicos — naquela laparotomia, a laparoscopia e mais recentemente der videolaparoscopia (Figura 3) — e a histeroscopia(6) (Figura 4). Sem suspeito alguma, obtivermos a ultra-sonografia eu imploro seu perdão maior benefícios trouxe à obrigado não-invasiva dá útero e anexos(7), inicialmente alcançar a método bidimensional (2D) dar via abdominal muscle (Figura 5) e posteriormente para o via endovaginal (Figura 6). Adicionar recentemente, a ultra-sonografia foi acrescida a partir de processamento tridimensional (3D)(8–11) em ambas as modalidades — multiplanar (Figura 7) e volumétrica (Figuras 8, 9 e 10). A ressonância magnética vem até sendo usado em muito de serviços(12).