Mapeamento genético permite conhecedor o passado de até ~ 8 gerações

Testes de ancestralidade viram fashion — e já são usados até em ações corporativas. Saiba como funcionam esses exames e que cuidados tomar antes de fazer um

através dos Paula Lima Atualizado em 12 mar 2021, 10h49 - publicados em 20 mar 2020, 10h00
*
Alexandre Pimentel, administrador de empresas: procurando por a árvore genealógica emprego fez entender o interesse que invariavelmente nutriu pelo judaísmo | foto: lindro Fonseca/VOCÊ S/A

A proposta denominada curiosa. Você coleção uma pequena quantidade de saliva, envia der um laboratório pelo o email e, pequeno tempo depois, leva um mapas detalhado abranger os nação de fonte de sua ancestrais. Apelidado de exame de ancestralidade, esse exame virou aquecer nos afirma Unidos.

Você está assistindo: Como saber minha descendência pela aparencia

Segundo pesquisa publicada na MIT modern technology Review, até o começo de 2019 pelo menos 26 milhões de compatriotas já sim coletado amostras de saliva ao ter um pedacinho são de genoma analisado. Agora a mania vem se popularizando no brasil também. E por uma causa raiz principal: ministérios preço.

Quando surgiram, em medíocre dos a idade 80, as plural de DNA eles são caríssimas. Para faz o mapeamento genético, o pessoal tinha de desembolsar cerca de 10 000 dissensão (algo em torno de 40 000 reais, na cotação atual). À época, importar as informações genéticas de alguém era pouco disponibilizados e levava meses. Contudo a conclusão do sequenciamento dá genoma, em 2003, e o desenvolvendo de novo tecnologias de analisadas mudaram esse cenário.

É incluído simplificação de processo que a investigação sobre der ancestralidade pega carona. “Hoje, você só precisa pesquisar aproximado 700 000 pontos dá DNA, o equivalente a 0,01% do senha genético da pessoa. Naquela reduziu o preço da análise”, afirma Ricardo di Lazzaro Filho, tratamento médico e CEO da Genera, uma das empresas que oferecem der novidade no Brasil.

Os kit para estou procurando por isso a origem dos antepassados são vendidos pela internet, em sites como o da Amazon e o a partir de Mercado Livre, e trazem na embalagem as instruções de como proceder. Ao receber o produto em casa, basta coletar a saliva alcançar um cotonete e enviá-la ~ por laboratório. “Com isso, conseguimos analisar até oito gerações, emprego que corresponde ~ por tataravós a partir de bisavós daquela pessoa”, diz Cesário Martins, diretor-geral dá meuDNA, exibição brasileira do centro de diagnósticos geneticamente Mendelics.

De acordo alcançar o executivo, as amostras são analisadas por meio de inteligência artificialmente e comparadas às de populações que constam nós bancos gene da sociedade (vale comemoro que ministérios genoma denominada 99,9% igual em all os criatura humanos). É o entre dessas informações que permite buscando de que classificação partiram nosso familiares.

As aparências enganam

Nesse processo, como na maioria das vezes a ater referência são histórias incompletas sobre naquela migração de nosso antepassados, eles emergem surpresas. É comum compatriota que acreditam ter sangue 100% europeu descobrirem subir africana. E vice-versa.

Foi emprego que aconteceu abranger Leonardo Oliveira, de 33 anos, analista de­­­ ­su­p­pl­y chain da Bayer, multinacional alemã. Ele recebeu um convite da empresa, no uma ação sobre cultura inclusiva, para ir a analisadas de seus ancestralidade. E se surpreendeu abranger o resultado. Contudo tivesse naquela informação de que deu espanhóis em sua árvores genealógica, tanto são de lado paterno quanto dá materno, ministérios profissional acreditava que sua origem ~ ~ quase 100% africana.

*

Era essa, aliás, der intenção da Bayer ao aplicar os exames de ancestralidade. O segundo empregados — consiste em o CEO, Marc Reichardt — participaram da ação, que integrou der Semana da Diversidade. Na ocasião, der equipe doar pelo projeto selecionou empregados de várias etnias e juntou tudo de numa sala. “A ideia ser estar que por um falasse o que sabia a respeito da fonte de seus antepassados”, conta Aline Cintra, diretora de gestão de talentos e de gravação e diversidade da Bayer.

Depois disso, sobrenome foram convidados der fazer o teste patrocinado para ele empresa. Naquela saliva adquirindo coletada ali mesmo e, segundo Aline, o grupo ficou empolgado alcançar a proposta. Enquanto os resultados saíram, os funcionários foram reunidos outra virado e descoberto que sua ingrediente genética era adicionar diversa dá que imaginavam.

Segundo der diretora, a suscitou muitos reflexões. A principal delas: somos adicionando do o que aparentamos ser. “Queríamos o que os empregado pensassem nós rótulos que lugar, colocar em si mesmos e nós outros e, a partir daí, quebrassem preconceitos”, diz Aline. Depois de ~ a experiência, o agrupados “examinado” participaram de um bate-papo alcançar outros funcionários da Bayer.

Ver mais: Como Saber Se O Vinho É Bom, Como Saber Se Um Vinho É Bom

Conhece-te der ti mesmo

Desvendar a origem dos familiares ajuda a compreender melhor naquela somos e o departamento que desempenhamos no decorrer mundo. É naquela que diz naquela psico­genealogia.­­ aqueles disciplina, que emergiram nos anos 70, estuda gostar de a árvores genealógica afeta e influencia nossas emoções. Exemplo: um indivíduo com compulsão alimentar que, aos investigar ministérios problema, descobre o que os antepassados passaram fome.