La couleur apesar sucess: les effets de la réussite sociale et economique dans le branchissement et l"infra-humanisation morte personnes noirs au Brésil

The colour of success: effects of ns social and economical performance on ns whitening and on the infra-humanization the blacks in Brazil


Este pesquisar examina os efeitos da cores da hauts e da performance social no grupos no branqueamento e na infra-humanização. Os dados deste estude foram coletados em três capitais do Brasil, em três região diferentes. As chave hipóteses são: a) os Negros serão adicionando infra-humanizados são de que os Brancos; b) os grupos eu imploro seu perdão fracassam socialmente serão mais infra-humanizados são de que os grupos que importar sucesso; e c) os grupos abranger sucesso castiçal ser percebidos como mais brancos do que os o que fracassam. Os resultados, obtidos junto naquela 175 aluno universitários brancos, de n ° 3 universidades privadas, expressar que together hipóteses são separado confirmadas. Os grupos o que fracassam são infra-humanizados enquanto comparados vir que importar sucesso e os grupos que obtêm sucesso elas branqueados e os o que fracassam enegrecidos, aos nível da percepção subjetiva da cores da pele. Durante entanto, naquela infra-humanização são de negros acontece alcançar a mediação do branqueamento. Esses achados são discussão à brilho das novo teorias psicossociais sobre ministérios racismo.

Você está assistindo: Como mudar a cor da pele

Grupos sociais; Racismo; elementos socioculturais


Cette étude analyse les effets de la couleur de la peau et de la réussite sociale dans le “blanchissement” et l"infra-humanisation. Magro hypothèses formulées sont magro suivantes : a) les personnes noirs seront add to infra-humanisées que les personnes blanches; b) ceux qui échouent seront aussi plus infra-humanisés que ceux qui réussissent; c) magro groupes qui réussissent seront perçus comme add to blancs que ceux qui échouent. Les données, recueillis auprès de 175 étudiants blancs appartenant à trois universidade privées, dans trois différentes régions apesar Brésil, montrent o que : magro groupes qui échouent sont plus infra-humanisés o que ceux qui réussissent; ceux o que échouent sont aussi perçus comme plus noirs que ceux qui réussissent; la couleur perçue de la peau est un médiateur de la relation entrada «le fait d"être noir» et le fait d"être infra-humanisé. Les résultats quadro discutés à la lumière do nouvelles théories de la psychologie sociale sur le racisme.

Groupes sociaux; Racisme; paper definition sociocultural


This study analyse the impact that skin colour and social potência on a whitening and infra-humanization of black people. Ns main hypotheses are: a) a Blacks will certainly be much more infra-humanized than the Whites, b) a groups that ~ ~ socially unsuccessful will be an ext infra-humanized than the groups that achieve success, e c) a groups with success will be viewed as whiter than the ones that ser estar unsuccessful. The results of a 175 white students, of three exclusive universities, that three regional capitals the Brazil, suggest that ns hypotheses were partly confirmed. At the level of a subjective late of skin colour, a unsuccessful teams were infra-humanized when contrasted to those that obtain success, e the groups that achieve success were whitened, e the unsuccessful groups blackened. A infra-humanization of ns blacks is mediated by a skin whitening. These results ~ ~ discussed in a context that the novo psychosociological theories around racism.

Social groups; Racism; Sociocultural factors


ARTIGOS ORIGINAIS

A cor do sucesso: efeito da performance social e econômica no decorrer branqueamento e na infra-humanização dos negros durante Brasil

The color of success: results of the social and economical potência on the whitening and on a infra-humanization that blacks in Brazil

La couleur apesar sucess: les effets de la réussite sociale et economique dans le branchissement et l"infra-humanisation des personnes noirs au Brésil

Marcus Eugênio O. LimaI, 1 1 endereço para correspondência: Marcus E. O. Lima, Cond. Mountain Diego, casa 10, Loteamento Aquários, Aruana, Aracaju, Sergipe, CEP 49035-000. Endereço eletrônico: meolima
uol.com.br ; jorge ValaII, 2 2 endereço eletrônico: jorge.vala
ics.ul.pt

I Universidade comunidade da Bahia

II laboratório de ciência Sociais &– universidade de Lisboa

RESUMO

Este estude examina os efeitos da cor da comprimido e da atuação social são de grupos enquanto branqueamento e na infra-humanização. Os dados deste pesquisar foram coletados em três capitais do Brasil, em três região diferentes. As básico hipóteses são: a) os Negros serão adicionando infra-humanizados do que os Brancos; b) os grupos o que fracassam social serão acrescido infra-humanizados são de que os grupos que vai sucesso; e c) os grupos abranger sucesso eu tenho que ~ ser percebidos como adicionando brancos a partir de que os que fracassam. Os resultados, obtidos junto a 175 alunos universitários brancos, de n ° 3 universidades privadas, expressar que together hipóteses são parcialmente confirmadas. Os grupos eu imploro seu perdão fracassam são infra-humanizados enquanto comparados ~ por que importar sucesso e os grupos que obtêm sucesso eles são branqueados e os o que fracassam enegrecidos, ao nível da atraso subjetiva da cores da pele. Enquanto entanto, naquela infra-humanização no negros acontece alcançar a mediação do branqueamento. Esses achados são discussão à luz das novo teorias psicossociais sobre ministérios racismo.

Palavras-chave: Grupos sociais. Racismo. Fatores socioculturais.

ABSTRACT

This estude analyse the impact that skin colour e social performance on ns whitening and infra-humanization of black color people. A main hypotheses are: a) ns Blacks will certainly be more infra-humanized than ns Whites, b) ns groups that estão socially not successful will be an ext infra-humanized than ns groups that acquire success, e c) a groups com success will be viewed as whiter than ns ones that are unsuccessful. The results of a 175 white students, that three private universities, the three regional capitals the Brazil, show that ns hypotheses were partly confirmed. At the level of the subjective perception of skin colour, a unsuccessful teams were infra-humanized when contrasted to those that achieve success, e the groups that acquire success to be whitened, and the unsuccessful groups blackened. Ns infra-humanization of a blacks is mediated by ns skin whitening. These results are discussed in a context that the new psychosociological theories around racism.

Keywords: social groups. Racism. Sociocultural factors.

RÉSUMÉ

Cette étude analyse magro effets de la couleur de la peau et de la réussite sociale dans le "blanchissement" et l"infra-humanisation. Les hypothèses formulées sont les suivantes : a) les personnes noirs seront to add infra-humanisées que les personnes blanches; b) ceux qui échouent seront aussi plus infra-humanisés o que ceux qui réussissent; c) les groupes qui réussissent seront perçus comme add to blancs que ceux qui échouent. Magro données, recueillis auprès de 175 étudiants blancs appartenant à trois universidade privées, dans trois différentes régions apesar Brésil, montrent eu imploro seu perdão : les groupes qui échouent não plus infra-humanisés que ceux qui réussissent; ceux que échouent filho aussi perçus comme plus noirs o que ceux qui réussissent; la couleur perçue de la peau est un médiateur de la relation adentraram «le fait d"être noir» et le fait d"être infra-humanisé. Magro résultats quadro discutés à la lumière des nouvelles théories de la psychologie sociale sur le racisme.

Mots-clés: Groupes sociaux. Racisme. Paper definition sociocultural.

Boa ajudando da adicionando recente literário da psicologia Social sobre emprego racismo atribuir que ministérios racismo alternativa a racialização3 3 contudo cientificamente que haja adicionar fundamentos para se falar em "grupos raciais", em termos social e representacionais alguns grupos decimal fenotipicamente definidos como "diferentes", continuam sendo percebidos e avaliados em termos biológicos alternativa racializantes (Vala, Lopes, & Brito, 1999). É nisso sentido que utilizaremos vir longo deste trabalhar expressões tais como "racialização" e "grupos racializados". das diferenças ajudando da crença de que as diferença superficiais, reais alternativa imaginárias adentraram os grupos tenho um estabelecer biológico, fixa e imutável (Lima, 2003). Nessa direção, Vala e lima (2002) argumentativo que ministérios racismo se fundamenta-se na confiar em de que existe uma conexão de causalidade entrou variações estruturais aparentes (e.g., a cores da pele, o formato do nariz etc.) e variações processuais alternativamente de conteúdo internas (e.g., as capacidades intelectuais, der personalidade, caráter etc.). É nesse sentido que qualquer racismo denominações sempre uma forma de essencialização do diferenças entrou os grupos (Leyens et al., 2000).

contudo saibamos o que as categoria sociais não possuem essências o que as diferenciem de outras categorias sociais, algum se pode negar naquela tendência que der epistemologia do senso compartilhado e mesmo a científico têm em cessionário essências diferentes ~ por diferentes grupos sociais. Aquelas tendência incide, sobretudo, fazendo representações sociais construídas sobre os grupos minoritários (Vala, Brito, & Lopes, 1999). Além disso desta tendência, existem dois outras, a tendência ao etnocentrismo (Campbell & McCandless, 1951) e a tendência de favorecimento do endogrupo ou agrupado de pertence a (Tajfel, 1978), que, no decorrer associadas, podem fazer abranger que a atribuição de essências diferentes vir diversos grupos engendre uma pedido de essências superior ao agrupado de no lugar e de essências inferiores aos exogrupo (grupo a partir de outro).

Seguindo essa linha de argumentação, podemos pensamento que ministérios racismo ajudando de uma razoável essencialista, para construir hierarquias eu imploro seu perdão infra-humanizam os grupos minoritários alternativamente de baixa status. Pois estes (os grupos minoria ) preciso possuir together "más essências", aos passo que os maioritários alternativamente de alto statusdevem possuir as "boas essências". Nisso trabalho, procuramos analisar o modo pelo o que grupos de pessoas branco e negras de altamente e de baixa status social são representante em prazo da atribuição de essências geralmente humanas. De outra maneira, analisamos os efeito da cores da pele e do condição dos grupos na deles infra-humanização e enquanto branqueamento.

der "essência humana" e os mecanismo de infra-humanização

naquela essencialização quando aplicada vir exogrupos alternativa aos grupos minoritários implícita sempre a negação, em maior alternativamente menor grau, de determinadas apresentou que inventar a "essência humana", ou seja, implica em "infra-humanização". Mas que apresentou definem naquela "essência humana"?

Vários estudar têm verificado que as apresentou tipicamente humanidade são os valor (Schwartz & Struch, 1989), a lavoura (Moscovici & Pérez, 1999), naquela linguagem, a inteligência e a capacidade de para expressar sentimentos (Leyens et al., 2000). De caminho que, negar vir exogrupos algo desses elementos denominações uma forma de infra-humanização.

Bar-Tal (1989), analisando ministérios modo como os Judeus passou a ser infra-humanizados pelo caminho nazista, atribuir que naquela infra-humanização envolve naquela categorização de um agrupadas como não humano. Isso ocorre pela do usar de rótulos alternativamente categorias de criaturas consideradas sub humanas, tais gostar "raças inferiores" e "animais", alternativa pelo uso de categorizações supra-humanas negativamente percebidas, tais como "demônios" e "monstros". Der infra-humanização é feita mediante a atribuição de traços alternativamente características que são socialmente tantos, muito desvalorizadas na a empresa na o que ocorre.

evidência empíricas da infra-humanização a partir de outro

Uma análise da trajetória empiricamente da infra-humanização na psicologia Social pode seguir três eixos: naquela infra-humanização no aeronaves dos valores, der infra-humanização no plano dos traços culturais e naturais e a infra-humanização no aeronaves das emoções. De uma maneira acrescido específica, os principais indicadores de infra-humanização utilizados nos estudos são: a) der negação da capacidade do exogrupo de adotar valores tipicamente humano e a diferenciação intergrupal vir nível no valores; b) naquela desculturalização no grupos racializados, por de uma encomenda diferenciada de propriedades naturais e culturais; e c) naquela sub-atribuição de sentimentos aos exogrupo. Neste trabalho, iremos nos deter só nos dois últimos indicadores de infra-humanização.

a infra-humanização são de outro no aeronaves dos afetos

Leyens et al. (2000), numa analisado da enfrentar emocional são de racismo, confirme que a atribuição diferenciada de emoção primárias e emoção secundárias (sentimentos) der membros são de endogrupo e são de exogrupo capaz um indicador de infra-humanização alternativa de racismo. As emoção primárias são são definidos pelos autor como características que elas compartilhadas através seres pessoas e também através animais, uma vez que são fisiologicamente determinadas, são rápidas ou pouco duradouras na deles expressão, refletem-se externamente e, normalmente, podem estar expressas são de muito em breve na vida. Por exemplo de emoção primárias são a raiva, ministérios medo, naquela surpresa, ministérios prazer etc. As emoção secundárias alternativamente sentimentos, pela sua vez, elas unicamente pessoa e têm grande duração, são menor intensas, relevante reflexões morais, cognições e sensibilidade, são menor visíveis, aparecem adicionando tarde na destino e são adicionar internamente causada do eu imploro seu perdão as emoção primárias. Exemplos de sentimentos são emprego amor, der resignação, a esperança, ministérios arrependimento etc.

Leyens et al. (2001) realizam um definir de pesquisar para confirme se existem diferença na atribuição de emoção primárias e sentimentos aos grupos social e se aqueles diferenciação é influenciada pelo status social dos grupos envolvidos. No primeiro estudo, universitários do Ilhas Canárias (grupo de baixo status), de Madrid e de barcelona (grupos de máximo status) recebiam uma lista alcançar 8 características neutras e 8 emoções, presente 4 emoções primárias (e.g., coragem, assombro, exaltação e surpresa) e 4 emoção secundárias alternativa sentimentos (e.g., nostalgia, compaixão, orgulho e arrependimento). Os participantes eu tenho que ~ escolher debaixo as 16 palavra à essa que é considerado típicas no membros a partir de exogrupo. Os resultados indicaram que ambas os grupos (baixo e máximo status) escolhiam adicionando emoções secundárias para o seu grupo do eu imploro seu perdão para o outro grupo, que havendo diferenças no aviões das emoções primárias. Em dois noutro aprender, Leyens et al. Replicam esses achados e concluir que naquela melhor lendo dos resultados encontrados denominações a de o que são atribuídas menos emoções secundárias ou sentimentos ~ por membros a partir de exogrupo são de que ao membros do endogrupo, não havendo diferença no avião das emoções primárias.

abranger base dentro pressupostos, hipotetizamos que: a) ~ ~ atribuídos mais sentimentos naquela grupos que importar sucesso (alto status) dá que naquela grupos que fracassam (baixo status) (H1); b) ser estar atribuídos acrescido sentimentos ao Brancos do que vir Negros (H2); e c) sejam entregar as acrescido emoções positivas ao grupos alcançar sucesso são de que ~ por que fracassam (H3).

der infra-humanização dá outro no avião da desculturalização

Moscovici e Pérez (1999) argumentam que as representações sociais construir sobre os grupos racializados eles podem fazer estruturar-se em dois eixos: o eixo a partir de traços de criatura e ministérios eixo são de traços de cultura. Os faixas "naturais" são definidos como características que eles são usadas de método indiferenciada nas descrição de seres pessoas e nas explicação de animais. Já os traços "culturais" são essa que são típicos dos seres humanos (Moscovici & Pérez, 1997). Ao testar aqueles hipótese, Moscovici e Pérez realizam um pesquisar sobre as representações social construídas acima de dos cigano na Espanha. Os participantes do estudo, espanhóis que ciganos, liam um texto sobre as estratégias utilizadas ~ por longo da biografia para assimilar os ciganos à companhia dominante. Metade são de participantes foi informada de eu imploro seu perdão os ciganos aceita essas estratégias e deixaram-se integrar culturalmente, a outra metade obtivermos informada de o que os cigano não aceitaram a integração cultural. Em seguida, os participante deveriam descreve os ciganos alcançar base numa cúrio de adjetivos "naturais positivos" (e.g., intuitivo, livre, fisicamente hábil, espontâneo e alcançar ritmo musical), "naturais negativos" (e.g., selvagem, impulsivo, agressivo, visceral e ruidoso), "culturais positivos" (e.g., criativo, leal à deles identidade, solidário, mentalmente habilidoso e extrovertido) e "culturais negativos" (e.g., vingativo, perverso, manipulador, falso alternativamente mentiroso e mal-intencionado). Moscovici e Pérez (1999) verificam que os ciganos que recusaram naquela integração cultural foram mais descritos em termos de traços naturais dá que os cigano que se deixaram integrar. Esses resultados são replicados com um segundo estudo, realizado demasiado na Espanha, dois anos mais tarde (Moscovici & Pérez, 1999).

num contexto adicionando amplo de relações racializadas, Correia, Brito, Vala e Pérez (2001) alcançar um estudo comparar do modo como os ciganos são representa em termos de monitor naturais e culturais, em vários países da Europa. Correia et al. (2001), utilizando os mesmos traços naturais e cultural do estude original de Moscovici e Pérez (1999), verificaram o que os ciganos são infra-humanizados na Europa, através de 1 maior pedido de faixas naturais do que de monitor culturais.

De acordo abranger esses pressupostos, nós podemos hipotetizar que: a) sejam atribuídas adicionando características culturais para os grupos alcançar sucesso sociedade (alto status) a partir de que ao os grupos o que fracassam sociedade (H4); e b) ~ ~ atribuídas acrescido características cultural para os brancos do que para os Negros (H5).

Branqueamento e infra-humanização no Negros no brasil

ministérios racismo, na atualidade, tem muitas para moldar de expressões (ver Gaertner & Dovidio, 1986; Katz & Hass, 1988; Kinder & Sears, 1981; McConahay & Hough, 1976; Pettigrew & Meertens, 1995; Turra & Venturi, 1995). Por uma dessas várias para moldar de expressão são de racismo reflete o contexto histórico, econômico e cultural no que emerge (Camino, Silva, Machado, & Pereira, 2001; frança & Monteiro, 2002; Vala, Brito, & Lopes, 1999). Ser assim, podemos esperar que, durante Brasil, dada a configuração etnográfica strange da impressionante população, der infra-humanização a partir de negros seja permeada cabelo branqueamento. O branqueamento é aqui entendido como um definir de normas, valores e atitudes associados ao "brancos", que as pessoas algum brancas adotam alternativamente incorporam, a fechamento de assemelhar-se ao modelo "branco" dominante e, assim, construir uma identidade racial positiva (Piza, 2000). Direito referir ainda que os pele branca-homem podem utilizar emprego branqueamento gostar de forma de categorização e discriminação social. Dentro sentido, trata-se de uma associação da cor da pele ao status socio-econômico a partir de grupos.

É dentro direção eu imploro seu perdão vários estudiosos são de racismo no brasil têm afirmado que existe uma athletic relação adentraram o falha social e econômico alcançar a cores negra e entrada o sucesso e a cor branco (Adorno, 1996; Degler, 1971; Guimarães, 1999). De como maneira que ministérios branqueamento parece ~ ~ o elemento ater que diferencia emprego racismo brasileiros de outros racismos (Skidmore, 1989).

Como discutir Roger Bastide e Florestan Fernandes (1959), existir no brasil uma forte correlação adentraram a aulas social e a cores da pele, quanto acrescido "caucasóide" o fenótipo, maior o status, quanto mais "negróide" menor estado social. De caminho que emprego preconceito no brasil seria um preconceito misto, de aulas e de raça. Algum seria apenas um de raça, porque havido "brancos" eu imploro seu perdão aceitam os "negros", nem apenas um de classe, porque correto restrições alcançar a all os "negros", idêntico os adicionar ricos (Fernandes, 1965). É por causa por essa fato que o racismo brasileiro esteve sem exceção circunstanciado através dos questões de classe social. Tantos, muito que papel estudiosos do fenômeno ligar a aquelas associação de "raça social" (Wagley citado através Degler, 1971; ver Lima, 2003, para uma revisão).

Ver mais: Aprenda Como Mudar A Senha Do Pc, Como Colocar Senha No Pc

De fato, ministérios racismo no brasil manifesta-se pelo branqueamento no indivíduos que fazem sucesso e ministérios enegrecimento alternativamente empardecimento são de que fracassam. Sérgio Adorno (1996 ), analisando Boletins de ocorrências (BOs) de crimes violentos em elas Paulo, no ano de 1990, demonstra que, a contar com do curso do processo, o réu pode mudar de cor. Se ao progressivamente inocentado pelas evidências, ele pode se eu não ligo branco ou moreno clara nas descrição feitas nós BOs. Através outro lado, se as prova apontarem ao a deles culpabilidade, ele pode fazer se tornar moreno escuro alternativa mesmo negro.

É nesse sentido eu imploro seu perdão Harris (1970), estudando a relação entrou cor e potência social no domestic da Bahia, considerar que der associação adentraram cor e sucesso social no brasil é tão atlético que se pode receita o segue cenário: